HOTMART

Lomadee

TRADUTOR

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Relações Ecológicas - Simulado

Assunto: Relações Ecológicas

01. Uma população de parasitas e seus hospedeiros estão em interação. Eliminando-se os parasitas, espera-se que a população de hospedeiros:
a) cresça continuamente.
b) entre em declínio e depois permaneça em equilíbrio.
c) cresça até certo limite e depois permaneça em equilíbrio.
d) entre em equilíbrio imediatamente.
e) entre em declínio imediatamente.

02. Duas espécies A e B de protozoários ciliados foram colocadas em um único recipiente. Nesse recipiente, colocou-se, a cada dia, uma quantidade constante de nutrientes adequados.
As contagens diárias do número de indivíduos estão expressas no gráfico adiante:

a) O que ocorreu com cada espécie?
b) Interprete esses resultados a partir do conceito de 'nicho ecológico'.

03. O gráfico a seguir apresenta a curva de crescimento de uma população:

Na fase III a população:
a) dobrou o número de indivíduos existentes no início.
b) diminuiu a taxa de mortalidade em relação à fase II.
c) migrou para outro ambiente mais favorável.
d) atingiu a capacidade limite do ambiente.
e) continua crescendo na mesma proporção da fase II.

04. Assinale a alternativa que relaciona um caso de amensalismo:
a) cupins x protozoários flagelados.
b) bactérias x bois.
c) algas Pirrofíceas x peixes.
d) corujas x ratos.
e) orquídeas x árvores.

05. Considere o seguinte gráfico obtido a partir de experimento com duas espécies (X e Y) de angiospermas flutuantes que habitam lagos e lagoas.

Pela análise do gráfico é possível constatar que entre as espécies X e Y existem uma relação de:
a) simbiose.
b) mutualismo.
c) parasitismo.
d) competição.
e) antibiose.

06. O gráfico 1 a seguir mostra o tamanho de duas populações de diferentes espécies, vivendo em um mesmo ambiente antes da introdução de uma nova espécie. O gráfico 2 mostra o tamanho dessas duas populações, vivendo nesse mesmo ambiente depois da introdução da nova espécie. Analisando essas situações, um estudante aventou as seguintes hipóteses:

I A espécie A é predadora da espécie B;
II A espécie B é presa da nova espécie;
III A nova espécie é presa da espécie A.

Pode-se considerar:

a) apenas a hipótese I viável.
b) apenas a hipótese II viável.
c) apenas a hipótese III viável.
d) apenas as hipóteses II e III viáveis.

07. O gráfico a seguir representa a situação de uma determinada doença em uma população humana e a relação predador/presa (rato) na mesma localidade habitada por essa população.
Analise o gráfico e verifique o que está acontecendo nos segmentos A1, e B1, A2 e B2.


08. Na opinião de alguns ecologistas, os animais herbívoros que comem sementes devem ser considerados predadores e os que comem folhas devem ser considerados parasitas. Justifique essa classificação.

09. Em determinada região, o pardal foi introduzido para controlar o aumento populacional de um tipo de lagarta. Ele efetuou tal controle com eficiência, mas, com o tempo, o próprio pardal tornou-se uma praga.
a) Que nome se dá à técnica empregada no exemplo anterior?
b) Por que o pardal tornou-se praga?

10. Num recipiente, com meio de cultura próprio para paramécios, introduziram-se duas populações diferentes: 'Paramaecium caudatum' e 'Paramaecium aurelia' com números aproximadamente iguais de indivíduos das duas espécies. As populações foram contadas, diariamente, durante alguns dias.
A análise do gráfico a seguir permite concluir-se que a(s):

a) capacidade de reprodução de 'P. caudatum' é muito pequena.
b) população de 'P. aurelia' é mais forte que a 'P. caudatum'.
c) população de 'P. aurelia' é predadora da população de 'P. caudatum'.
d) duas espécies ocupam o mesmo nicho ecológico.
e) duas espécies são comensais.

11. Analise os gráficos a seguir:

Neles temos registradas as relações ecológicas entre as espécies I e II que ocupam o mesmo nicho. A relação existente entre I e II é do tipo:
a) comensalismo interespecífico e desarmônico.
b) predatismo para equilíbrio ecológico.
c) parasitismo para equilíbrio ecológico.
d) competição interespecífica e desarmônica.
e) competição intra-específica e harmônica.

12. "O fenômeno da maré vermelha ocorre em determinadas condições ambientais. Certas algas marinhas microscópicas de cor avermelhada produzem substâncias altamente tóxicas e, como proliferam intensamente, formam enormes manchas vermelhas no mar. A grande concentração de toxinas produzidas por essas algas provoca grande mortalidade de animais marinhos".

O fenômeno acima descrito constitui uma relação ecológica do tipo
a) mutualismo.
b) competição.
c) predatismo.
d) parasitismo.
e) amensalismo.

13. Considere os seguintes eventos ecológicos:

I. Competição de espécies introduzidas com os consumidores primários nativos.
II. Competição de espécies introduzidas com os consumidores secundários nativos.
III. Extinção de consumidores primários nativos.
IV. Extinção de consumidores secundários nativos.

Qual das alternativas indica os eventos que poderão ocorrer, na seqüência correta, se uma criação de ovelhas for introduzida num campo nativo?
a) I ? II ? III
b) I ? II ? IV
c) I ? III ? IV
d) II ? III ? IV

14. Muitas plantas que possuem nectários florais são bravamente defendidas por formigas que vivem nos seus galhos, alimentando-se do néctar. Essas formigas impedem, por exemplo, que cupins subam nas árvores e se alimentem das folhas.
As relações ecológicas estabelecidas por árvore-formigas e formigas-cupins podem ser denominadas, respectivamente,
a) comensalismo e mutualismo.
b) competição e inquilinismo.
c) inquilinismo e comensalismo.
d) parasitismo e predatismo.
e) protocooperação e competição.

15. Observe o gráfico.


Com relação às curvas de crescimento observadas, pode-se afirmar que:
a) a curva 3 indica que o crescimento da espécie II duplica nas quatro primeiras horas.
b) a espécie I lança no meio uma substância tóxica que limita o crescimento da espécie II.
c) a espécie I pode servir de alimento para a espécie II.
d) a porcentagem de sobrevivência está representada na ordenada.
e) as curvas 1 e 2 são iguais quanto à velocidade de crescimento.

16. Uma das alternativas para substituir o uso de inseticidas na agricultura é o controle biológico. Essa técnica consiste em
a) utilizar uma determinada espécie para combater uma praga.
b) utilizar fungos para produzir antibióticos, e estes serem usados como medicamento.
c) preparar o solo com técnicas agrícolas que envolvem o adubo verde.
d) contaminar o solo com uma substância industrializada para combater especificamente as pragas.
e) evitar o crescimento de pragas pelo uso de repelentes industrializados, que não as matam mas fazem-nas abandonar a área agrícola.

17. Os predadores são eficientes na captura de presas em virtude da presença de adaptações morfofuncionais, tais como:
a) ventosas nas tênias.
b) mau cheiro no gambá.
c) coloração na esperança.
d) cores berrantes nas borboletas.
e) língua comprida no tamanduá.

18. Observe os gráficos a seguir, que representam o tamanho de diferentes populações de um mesmo ecossistema, antes e depois da introdução de uma nova espécie:


A análise desses gráficos permite afirmar que esta nova espécie:
a) manteve comensalismo com a espécie 1.
b) realizou predatismo na espécie 2.
c) serviu de alimento para a espécie 3.
d) ocupou o mesmo nicho da espécie 4.
e) entrou em mutualismo com a espécie 5.

19. Considere as relações ecológicas e os pares de organismos enumerados a seguir:

I. parasitismo
II. mutualismo
III. comensalismo
IV. predatismo

a) tubarão x peixe-piloto
b) cupim x protozoário
c) árvore x pulgão
d) cobra x sapo

A associação correta é
a) Ia, lIb, IIIc, IVd
b) Ib, IIc, IIId, IVa
c) Ic, IIb, IIIa, IVd
d) Ic, IId, IIIa, IVb

20. Em uma comunidade ocorrem vários tipos de interações entre populações microbianas, plantas e animais. Algumas interações são neutras ou indiferentes; outras são benéficas ou positivas, outras, ainda são prejudiciais. Essas interações positivas e negativas atuam sobre o balanço ecológico dentro da comunidade.
Assinale as afirmações corretas:

I - A relação de mutualismo entre duas espécies indica que ambas se beneficiam pela associação.
II - No predatismo, ocorre prejuízo para a presa, no entanto é importante para o processo de seleção natural.
III - No comensalismo, uma população é beneficiada e a outra não aufere benefícios, nem sofre desvantagens.
IV - No relacionamento de parasitismo, a população parasitária se beneficia e a população hospedeira nunca é prejudicada.

A alternativa que contém as afirmações corretas é:
a) I e IV.
b) I, II, III.
c) II e IV.
d) IV e III.
e) IV.

21. O meio ambiente incapaz de fornecer condições exigidas para a vida (nutrição reprodução e proteção) torna-se impróprio à sobrevivência dos seres vivos, acarretando o desequilíbrio. Um agricultor com problemas de excesso de besouros no seu canavial resolveu introduzir na sua fazenda o sapo-boi, que se alimenta de besouros prejudiciais ao cultivo da cana de açúcar, considerando não existirem na região espécies de animas aptos a devorá-lo. O sapo-boi também se alimenta de insetos destruidores de moscas transmissoras de doenças, prolifera com muita facilidade e vive aproximadamente 40 anos, pondo, em média, 40 mil ovos por ano.
Na sua opinião, o uso do sapo-boi no exemplo acima citado seria:
a) perigoso, pois na região não existem espécies que possam devorá-lo.
b) Inconveniente, pois causaria a eliminação de insetos favoráveis a cultura de cana de açúcar.
c) conveniente, pois causaria a eliminação dos insetos destruidores de moscas transmissoras de doenças.
d) conveniente, uma vez que causaria a eliminação de vespas que se alimentam também de besouros.
e) conveniente, pois na região não existem outras espécies que possam devorá-lo.

22. Um dos maiores problemas encontrados pelos agricultores é a existência de insetos que chegam a destruir lavouras inteiras. Contudo, nem todos os insetos, denominados pragas, são daninhos durante todas as fases do ciclo de vida.
a) COMENTE o papel desempenhado pelas borboletas durante sua fase larval e adulta, em relação ao exposto anteriormente.
b) CITE um inseto que se apresenta como praga desde a fase jovem até a fase adulta do seu ciclo de vida.

23. O que são relações ecológicas desarmônicas.
Cite dois tipos, exemplificando cada caso.

24. São exemplos de relações ecológicas desarmônicas: canibalismo, amensalismo, predatismo e parasitismo. Explique duas dessas relações citadas, exemplificando cada caso.

25. O homem é o único animal que destrói a natureza. O homem é um terrível destruidor.
O que o homem tem feito para se tornar esse "terrível destruidor" ?

26. A relação entre o homem e lombrigas é equivalente à relação observada entre:
a) pássaros anú e bois.
b) orquídeas e árvores.
c) cipó-chumbo e árvores.
d) cupins e flagelados.
e) pássaro-palito e crocodilo.

27. A relação entre o leão e as zebras é equivalente à relação observada entre:
a) pássaros anú e bois.
b) orquídeas e árvores.
c) pássaros e janinhas.
d) cupins e flagelados.
e) pássaro-palito e crocodilo.

28. A atividade de determinados fungos capazes de produzir substâncias antibióticas que inibem o crescimento de populações de bactérias é denominada
a) predatismo.
b) parasitismo.
c) canibalismo.
d) competição.
e) amensalismo.

29. Define-se parasitas como seres que
a) se alimentam dos restos alimentares de outras espécies.
b) matam e comem seres de outras espécies.
c) inibem o crescimento de outras populações produzindo substâncias antibióticas.
d) se nutrem e crescem às custas de seres de outras espécie, sem matá-los a curto prazo.
e) vivem apoiados ou abrigados em seres de outra espécie sem causar grandes prejuízos.

30. Define-se predadores como seres que
a) se alimentam dos restos alimentares de outras espécies.
b) matam e comem seres de outras espécies.
c) inibem o crescimento de outras populações produzindo substâncias antibióticas.
d) se nutrem e crescem às custas de seres de outras espécie, sem matá-los a curto prazo.
e) vivem apoiados ou abrigados em seres de outra espécie sem causar grandes prejuízos.

31. Se duas espécies diferentes ocuparem num mesmo ecossistema o mesmo nicho ecológico, é provável que:
a) se estabeleça entre elas uma relação harmônica.
b) se estabeleça uma competição interespecífica.
c) se estabeleça uma competição intra-específica.
d) uma das espécies seja produtora e a outra, consumidora.
e) uma das espécies ocupe um nível trófico elevado.

32. O tipo de relação existente entre a pulga e o homem é a de:
a) predação
b) competição
c) parasitismo
d) mutualismo
e) comensalismo

33. A planta 'Cuscuta' sp. (cipó-chumbo) é considerada parasita de certos tipos de vegetais (Ex.: 'Hibiscus' sp.), dos quais ela extrai, com suas raízes especiais, a seiva elaborada. Essas raízes são chamadas __________ e alcançam o __________ situado mais __________ ao __________ .

Os espaços devem ser preenchidos correta e respectivamente por:
a) hidatódios, xilema, internamente e floema.
b) hidatódios, floema, externamente e xilema.
c) haustórios, xilema, internamente e floema.
d) haustórios, floema, internamente e xilema.
e) haustórios, floema, externamente e xilema.

34. Os organismos ORQUÍDEAS, BROMÉLIAS, CIPÓ-CHUMBO e LEGUMINOSAS são encontrados, geralmente, envolvidos nas relações ecológicas a seguir, respectivamente:
a) parasitismo, parasitismo, parasitismo, mutualismo.
b) epifitismo, parasitismo, parasitismo, mutualismo.
c) parasitismo, epifitismo, parasitismo, mutualismo.
d) epifitismo, epifitismo, parasitismo, mutualismo.
e) epifitismo, parasitismo, mutualismo, parasitismo.

35. Muitas pessoas confundem plantas epífitas com plantas parasitas. São consideradas como verdadeiras parasitas:
a) orquídeas e erva-de-passarinho.
b) cipó-chumbo e bromélias.
c) orquídeas e bromélias.
d) cipó-chumbo e erva-de-passarinho.
e) cipó-chumbo, erva-de-passsarinho e bromélias.

36. Uma situação que comumente se verifica nas pastagens brasileiras é a de pássaros pousando sobre bois e vacas para se alimentar de seus carrapatos. As relações entre os três animais envolvidos são:
a) parasitismo e predatismo, apenas.
b) parasitismo e protocooperação, apenas.
c) predatismo e protocooperação, apenas.
d) parasitismo, predatismo e competição.
e) parasitismo, predatismo e protocooperação.

37. Entre as abelhas melíferas que não possuem ferrão, existe uma espécie que invade a colméia da outra, a fim de roubar o mel elaborado por elas. O tipo de relação ecológica descrito é:
a) Parasitismo.
b) Predatismo.
c) Amensalismo.
d) Esclavagismo.
e) Mutualismo.

38. Um grupo de estudantes, em visita à zona rural, observou bois e gafanhotos alimentando-se de capim; orquídeas, líquens e erva-de-passarinho em troncos de árvores; lagartos caçando insetos e, no pasto, ao lado de vários cupinzeiros, anus retirando carrapatos do dorso dois bois.
a) Identifique, entre as diferentes relações descritas no texto, dois exemplos de parasitismo.
b) Entre as relações observadas pelos estudantes, cite uma relação interespecífica de benefício mútuo e uma estrutura que indique uma relação intra-específica.

39. Um vegetal conhecido como "cipó-chumbo" tem aspecto filamentoso e produz flores e frutos. Suas raízes são do tipo haustório e penetram até o floema da planta sobre a qual vive.

O "cipó-chumbo" é uma
a) angiosperma epífita, cujas raízes lhe dão suporte, não causando nenhum prejuízo à outra planta.
b) angiosperma hemiparasita, pois retira a seiva bruta da planta sobre a qual vive.
c) gimnosperma parasita, que retira a seiva elaborada da outra planta.
d) gimnosperma hemiparasita, que retira a seiva bruta da planta hospedeira.
e) angiosperma parasita, que retira a seiva elaborada da outra planta.

40. A seguir são citados exemplos de interações ecológicas que ocorrem na natureza.

Exemplo 1: os gafanhotos e o gado alimentam-se do capim de um mesmo pasto.

Exemplo 2: o eucalipto libera, de suas raízes, substâncias que impedem a germinação de sementes de outras espécies ao seu redor.

Exemplo 3: as anêmonas-do-mar são beneficiadas por sua associação com o caranguejo PAGURUS que, ao se deslocar, possibilita à anêmona uma melhor exploração do espaço, em busca do alimento; esta última possui células urticantes que afugentam os predadores beneficiando o PAGURUS.

41. Observa-se que as bananeiras inibem o crescimento de outras espécies de vegetais plantadas próximo a elas.
Para verificar se essa inibição é provocada por uma substância produzida pelas bananeiras, o melhor procedimento será
a) comparar o crescimento das outras espécies cultivadas com extrato de bananeiras, em ambiente com a mesma intensidade luminosa.
b) comparar o crescimento das outras espécies em cultivos com e sem aplicação de extrato de bananeiras.
c) comparar o crescimento das outras espécies cultivadas com extratos de bananeiras, em diferentes temperaturas.
d) analisar quimicamente extratos das bananeiras e de outras espécies.

42. Numa determinada região, onde a malária ocorre em níveis crescentes, certos peixes comem larvas de mosquitos anofelíneos, que sugam o sangue humano, onde se reproduz o plasmódio, causador da malária.
a) Quais são as relações ecológicas entre os peixes e as larvas de anofelíneos e entre o plasmódio e o homem?
b) Se nos rios desta região, onde proliferam larvas do mosquito, também houvesse sapos e as cobras fossem exterminadas, o que deveria ocorrer com o índice de casos de malária nesta região? Justifique.

43. Leia as afirmativas a seguir, que contêm exemplos de interações entre os seres vivos.

I - Os pardais são abundantes em Porto Alegre, porque encontram alimento e abrigo no ambiente construído pelo homem.
II - Várias espécies de baleias foram caçadas pelo homem nas décadas passadas.
III - Na água, a chamada "maré vermelha" pode causar a morte de milhares de peixes, como resultado da liberação de substâncias tóxicas pela proliferação excessiva de certas algas.

Podemos associá-las, respectivamente, aos tipos de interação denominados
a) mutualismo, amensalismo e parasitismo.
b) comensalismo, predação e amensalismo.
c) amensalismo, predação e comensalismo.
d) competição, parasitismo e predação.
e) cooperação, comensalismo e parasitismo.

44. No início deste século, com a finalidade de possibilitar o crescimento da população de veados no planalto de Kaibab, no Arizona (EUA), moveu-se uma caçada impiedosa aos seus predadores - pumas, coiotes e lobos. No gráfico a seguir, a linha cheia indica o crescimento real da população de veados, no período de 1905 a 1940; a linha pontilhada indica a expectativa quanto ao crescimento da população de veados, nesse mesmo período, caso o homem não tivesse interferido em Kaibab.

Para explicar o fenômeno que ocorreu com a população de veados após a interferência do homem, um estudante elaborou as seguintes hipóteses e/ou conclusões:

I. lobos, pumas e coiotes não eram, certamente, os únicos e mais vorazes predadores dos veados; quando estes predadores, até então despercebidos, foram favorecidos pela eliminação de seus competidores, aumentaram numericamente e quase dizimaram a população de veados.

II. a falta de alimentos representou para os veados um mal menor que a predação.

III. ainda que a atuação dos predadores pudesse representar a morte para muitos veados, a predação demonstrou-se um fator positivo para o equilíbrio dinâmico e sobrevivência da população como um todo.

IV. a morte dos predadores acabou por permitir um crescimento exagerado da população de veados, isto levou à degradação excessiva das pastagens, tanto pelo consumo excessivo como pelo seu pisoteamento.

O estudante, acertou se indicou as alternativas:
a) I, II, III e IV.
b) I, II e III, apenas.
c) I, II e IV, apenas.
d) II e III, apenas.
e) III e IV, apenas.

Gabarito:

01. C
02.
a) A população A aumenta e estabiliza enquanto a espécie B aumenta e depois declina, desaparecendo.
b) Ocorreu competição interespecífica entre as duas populações que exploram o mesmo nicho ecológico.
03. D
04. C
05. D
06. D
07.
A1 indica que a relação predador/presa mantém-se elevada e a doença (B1) permanece estável e baixa.
A2 mostra uma queda na relação predador/presa. A quantidade de ratos deve ter aumentado e o segmento B2 mostra um aumento na freqüência da doença. Deve ocorrer um vínculo direto entre o número de ratos e a incidência da etiologia na região.
08.
Herbívoros que comem sementes estão destruindo o embrião do vegetal contido nesta estrutura. Os que comem folhas causam prejuízo às plantas de que se alimentam, sem matá-las, necessariamente.
09.
a) Controle biológico.

b) Pardais são aves onívoras, ou seja, apresentam alimentação diversificada sendo consumidores de primeira e de segunda ordem. Comem as lagartas e outros insetos úteis (polinizadores) e também a própria vegetação.

10. D
11. D
12. E
13. C
14. E
15. C
16. A
17. E
18. D
19. C
20. B
21. A
22.
a) Larvas de borboletas se alimentam de folhas, enquanto o adulto ingere néctar, contribuindo para a polinização de diversas espécies de vegetais com flores.
b) Pulgão.
23.
São interações entre dois organismos, da mesma espécie ou não, onde pelo menos um é prejudicado.

Exemplos:
Predatismo: gavião e cobra
Parasitismo: lombriga e homem
24.
Canibalismo - relação desarmônica intraespecífica onde um dos organismos envolvidos utiliza o outro como alimento. Ex: aranhas

Amensalismo - relação interespecífica onde uma espécie chamada amensal é inibida por outra que é totalmente indiferente à relação. Ex: maré vermelha

Predatismo - relação interespecífica onde uma espécie chamada predadora caça e mata outra chamada presa. Ex: leão e zebra

Parasitismo - relação interespecífica onde uma espécie chamada hospedeira serve de abrigo e fonte de alimento para outra chamada parasita. Ex: pulgas e ratos
25.
Mata animais e destrói a vegetação sem necessidade.
26. C
27. C
28. E
29. D
30. B
31. B
32. C
33. E
34. D
35. D
36. E
37. D
38.
a) Podemos identificar relações de parasitismo entre:
carrapato x gado bovino
erva-de-passarinho x árvore hospedeira

b) Relações interespecíficas de benefício mútuo:
liquens (algas + fungos) - mutualismo
anu x boi - cooperação
Relação intraespecífica: cupinzeiro - sociedade
39. E
40. A
41. B
42.
a) Peixes x Larvas - predatismo
Plasmódio x Homem - parasitismo

b) A incidência de malária na região deverá diminuir já que a diminuição das cobras, predadoras de sapos, causaria o aumento destes anfíbios que se alimentam dos mosquitos transmissores da malária.
43. B
44. E
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

10 comentários:

  1. Parabéns pela sua iniciativa.
    Também sou professor de Biologia.
    Sucesso!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu professor. Se precisar de mim é só falar e se quiser postar alguma coisa manda pra mim que eu posto...

      dpaivaneto@gmail.com

      valeu

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Fantástico o seu Blog, só posso te agradecer. Irei prestar vestibular esse ano e esse blog tem sido de muita ajuda mesmo, que linda sua atitude de compartilhar seus conhecimentos assim com tanta dedicação! Parabéns e obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem agrade sua participação sou eu. Bom vestibular ...

      Excluir
  4. Me da a resposta da questao 8 porfavor?

    ResponderExcluir
  5. Tá no gabarito logo abaixo das questões:

    Questão 08. Resposta:
    Herbívoros que comem sementes estão destruindo o embrião do vegetal contido nesta estrutura. Os que comem folhas causam prejuízo às plantas de que se alimentam, sem matá-las, necessariamente.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Obrigado por esse site, pois muitas questões das minha prova tem aqui....obrigado....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. valeu ... precisando de alguma em especial por assunto é só pedir

      Excluir