HOTMART

Lomadee

TRADUTOR

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

A maior minhoca do mundo

Minhoca-Gigante-de-Gippsland: A maior minhoca do mundo vai lhe causar arrepios!


Megascolides australis, apelidada de “minhoca-gigante-de-Gippsland”, é uma minhoca gigante que vive no sudeste da Austrália.
Recentemente, uma foi capturada e registrada com 80 cm de comprimento e uma polegada de espessura. Porém, essa minhoca, na fase adulta, pode pesar 400g, e chegar a medir 2,74 metros, e alguns exemplares encontrados anteriormente chegaram a ter 3,3metros de comprimento quando esticadas por completo. É considerada a maior espécie no mundo das minhocas.
Apesar de parecer novidade, essa espécie já é conhecida na Austrália desde 1878, quando começou o processo de povoamento de Gippsland, em Victoria. A população até chegou a acreditar, na época, que a minhoca gigante era obra de alguém que grudava extremidades de várias outras minhocas menores, fazendo com que o verme tivesse o comprimento muito extenso.
Essa espécie demora até 5 anos para amadurecer e alcança um limite de vida considerável, podendo chegar até mais de uma década. Ela raramente sobe para a superfície, mantendo-se escondida em covas com 1,5 metros de profundidade, mas, em alguns casos mais raros, esses túneis podem variar entre 3 e 5 metros de profundidade. Eles são localizados, principalmente nas margens dos rios por conta da alta umidade. Devido ao seu tamanho enorme, ao andar subterraneamente pelo seu território, a pessoa pode sentir e, por vezes, ouvir a sua movimentação.
Mesmo atingindo a idade adulta, as minhocas gigantes só procriam quando alcançam o peso máximo. Sua reprodução ocorre somente na primavera e no verão e, ainda assim, apenas quando as condições, principalmente de umidade, estão favoráveis. Elas fazem casulos com apenas um ovo de cada vez, que leva 14 meses em média para eclodir. Seus filhotes já nascem com um tamanho considerável de aproximadamente 17 cm, e crescem rapidamente.
Normalmente, a cada metro cúbico de solo, em condições favoráveis, é possível ter duas espécies da minhoca-gigante-de-Gippsland, de tamanho adulto, se movimentando embaixo da terra. Entretanto, é muito raro encontra-las. Elas só aparecem se seu habitat é afetado de alguma forma, como por exemplo, chuvas intensas ou quando o local sofreu deslizamento de terra. Apesar de parecerem extremamente fortes, essas minhocas são muito frágeis e a manipulação incorreta pode esmagá-las e até matá-las.
A população das minhocas gigantes na Austrália é muito pequena. Essa espécie está na lista de animais ameaçados de extinção pelo IUCN - União Internacional de Conservação da Natureza -, por conta do seu declínio populacional, chegando a povoar apenas cem hectares de território australiano. O vasto desmatamento para criações intensivas de rebanho leiteiro, os frequentes cultivos do solo com fertilizantes tóxicos, fez com que a minhoca-gigante-de-Gippsland se refugiasse até mesmo em beiradas úmidas de rodovias, bem distintos do seu habitat original, se colocando em perigo ao saírem para a superfície.
Entretanto, foram desenvolvidos programas de preservação dessa espécie, liderados pelo WWFN, órgão mundial que desembolsa recursos para preservação da natureza, juntamente com o Museu de Victoria, que mantém pesquisas para preservação de espécies de invertebrados.
Ambos conscientizam a população da região e, em especial, os fazendeiros locais, a manejarem corretamente suas terras, plantando árvores nas margens de rios e a conservando suas reservas vegetais, onde sobrevive a maioria dessas minhocas gigantes.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário