HOTMART

Lomadee

TRADUTOR

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Esquizofrenia

O que é esquizofrenia?

Para muitos, fica mais fácil entender a esquizofrenia como uma doença de origens mágicas ou místicas, como "possessão" ou outras manifestações.

O fato é que a esquizofrenia é uma doença mental grave, caracterizada por sintomas psicóticos (distúrbios do pensamento, alucinações e delírios) e alteração do desempenho social e profissional do indivíduo, que pode ser tratada com medicamentos modernos e acompanhamento médico de profissionais de saúde mental. Não é preciso medo para lidar com essa doença. É preciso entender melhor o que é a esquizofrenia, para depois desmistificá-la.

Cerca de 1% da população mundial apresenta esquizofrenia. São vários os tipos dessa doença e o grau de comprometimento varia conforme a pessoa, a intensidade das crises e outros possíveis fatores. Quanto mais precoce for o diagnóstico e o início do tratamento, maiores serão as chances de evitar ou reduzir a ocorrência de novos surtos psicóticos (crises), melhorando assim a qualidade de vida do paciente.

Surto Psicótico

Durante um surto, o portador de esquizofrenia pode vir a ter alucinações (ouvir vozes ou ver coisas que não existem), apresentar delírios (sentir-se perseguido, julgar ser possuidor de poderes especiais ou então que está sendo influenciado telepaticamente por aparelhos ou pessoas, ou achar que outros falam ou riem de si). Associam-se alterações de afetividade, perda de motivação ou de vontade e comportamentos estranhos. Portanto, o surto psicótico é a perda do contato com a realidade.

A psicose esquizofrênica surge geralmente na adolescência ou no adulto jovem. Algumas vezes as pessoas têm sintomas psicóticos devido a doenças clínicas não detectadas. Por isso, deve-se obter uma história clínica e realizar um exame físico e exames de laboratório durante o diagnóstico, para descartar outras causas dos sintomas, antes de se concluir que um indivíduo tem esquizofrenia. Não existem exames laboratoriais ou de raios-X, nem os mais sofisticados, que constatem o diagnóstico de esquizofrenia (na prática servem para excluir outras doenças e não para diagnosticá-la).

Não se conhece nenhum fator específico que cause a esquizofrenia. Fatores genéticos produzem uma predisposição à esquizofrenia, que integrados a fatores ambientais, contribuem para o desenvolvimento de diferentes graus da doença.

As perspectivas para as pessoas portadoras de esquizofrenia têm melhorado a cada ano. Mesmo que ainda não exista um tratamento que traga a cura da doença, muitos pacientes melhoram o suficiente para levar uma vida independente e satisfatória.

Não esqueça: os portadores de esquizofrenia são cidadãos com direitos que devem ser respeitados e amparados sem preconceito pela sociedade.

Se você conhece algum portador de esquizofrenia, não tenha receio:apóie.

Se você tem casa alguém que apresente sintomas de esquizofrenia, procure ajuda médica.

O apoio da família é fundamental. Verifique também se em sua cidade existem grupos de auto-ajuda.

Fonte: Psiquiatria Geral

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário