HOTMART

Lomadee

TRADUTOR

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Excreção

Em biologia, chama-se excreção o processo de eliminação de produtos do metabolismo que devem ser eliminados do organismo, afim de atingir um estado de equilíbrio interno, ou homeostase. Como exemplo, temos o gás carbônico, a água, sais minerais e excretas nitrogenadas (amônia, uréia ou ácido úrico)

A eliminação dos resíduos nitrogenados está diretamente relacionada com as quantidades de água de que dispõe o ser vivo.

Introdução

Excreção é o processo através do qual são eliminadas substâncias nocivas, inúteis ou em excesso no organismo. Por exemplo: quando as células absolvem aminoácidos, desse trabalho é, muitas vezes, gerado um produto tóxico: amônia. Ela é encaminhada para o fígado, formando-se lá a uréia. Caso isso não ocorresse, teríamos que ter mais água para que ela fosse diluída.

Também serve para manter o controle osmótico do sangue. Caso você coma sal demais, ele fica no plasma (deixando-o hipertônico), e assim desidratando outros órgãos. Isso não ocorre graças ao rim. E é por causa dele que quando bebemos muito, nossos órgãos não incham.

As duas vias de excreção são: urina e suor. No inverno você urina mais porque sua menos, no verão é o contrário.

Classificação quanto às excretas nitrogenadas

Amoniotélicos: Excretam amônia, substância extremamente tóxica para os organismos e bastante solúvel em água. É necessário muita água para o seu transporte, e portanto esse tipo de excreção ocorre na maioria dos invertebrados aquáticos e nos peixes ósseos de água doce.

Ureotélicos: Excretam uréia, que é solúvel em água e menos tóxica que a amônia, e ocorre no figado no chamado ciclo de ornitina. Ocorre em animais que dispõem de um pouco menos de água, como nos anelídeos, peixes cartilaginosos, anfíbios e mamíferos.

Uricotélicos: Excretam ácido úrico, substância de toxidez muito baixa e insolúvel em água, o que representa uma adaptação para a vida terrestre. São uricotélicos: insetos, répteis e aves.

Néfrons

Para cada um dos néfrons chega uma certa quantidade de sangue que será trabalhada.
O que precisa ser retirado de tóxico está no Plasma.

Nos néfrons ocorre a filtração e a reabsorção. A filtração ocorre na cápsula do néfron, e constitui em filtrar substâncias do sangue, mas só aquelas com moléculas pequenas. O sangue que chega aos capilares sanguíneos do glomérulo pela arteríola aferente é forçado pela pressão sanguínea contra as paredes do capilar e da cápsula, que possui paredes semipermeáveis, e, desse modo, parte do plasma sanguíneo extravasa, ou seja, é filtrada para o interior da cápsula. Na segunda etapa ocorre a reabsorção, que acontece ao lado dos túbulos renais. Graças aos capilares envoltos aos néfrons, esses últimos liberam substâncias úteis ao corpo na veia renal, de volta a circulação.

Etapas da Fisiologia

  1. Filtração Glomerular - Cerca de 20% do plasma (do qual só a proteína não passa, por ser uma macromolécula, seguindo com o sangue) vaza para a cápsula de Bowman.
  2. Tubo Urinífero - O líquido que passa pela cápsula chama-se filtrador glomerular. O único componente que sai inteiro são as excretas e o que tiver a mais de sal. Logo, podemos concluir que: existe a reabsorção ativa de nutrientes, hormônios e parte do sal.
  3. Do Tubo Urinífero passa para o vaso sanguíneo, ocorrendo a osmose: reabsorção passiva.
Fonte: Wikipédia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário