HOTMART

Lomadee

TRADUTOR

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Laura Muller tira dúvidas sobre Educação Sexual - HOMENS


As 10 principais dúvidas!

Perguntas e respostas extraídas do meu livro "500 Perguntas Sobre Sexo – Respostas para as Principais Dúvidas de Homens e Mulheres"

1 - Meu pênis ereto mede 14 cm. É pequeno?

Não. O pênis da maioria dos homens tem essa medida. No entanto, muitos não se contentam com o tamanho do pênis. Querem um órgão maior e vivem tentando compará-lo com o de outros homens. Tamanho de pênis é um grande mito da sexualidade masculina. Não deveria ser: pouco importa as medidas do órgão para o prazer. O que conta mais é o jeito de praticar o sexo.

2 - Pênis torto pode ser mais prazeroso para a mulher?

Em alguns casos, se o desvio não for de grande intensidade, a curvatura pode exercer um atrito vaginal maior do que o habitual durante a penetração. Isso pode ser mais prazeroso para algumas parceiras. O problema, nesses casos, é que a tendência é a curvatura ir se acentuando com o tempo, o que pode provocar dor à ereção. Aí, é preciso procurar um médico urologista.

3 - Meu pênis continua ereto após o orgasmo, mesmo sem eu sentir tesão. Isso é problema?

Depende do tempo dessa ereção. Quando uma mesma ereção chega a durar mais de quatro horas, é sinal de um problema chamado priapismo. Nesse caso, se o sangue não for retirado, pode causar sérios danos ao pênis. Isso leva, mais tarde, a problemas para conseguir a ereção. O coágulo pode ser expelido naturalmente pelo corpo, após se injetar uma substância para acelerar esse processo. Ou precisa ser retirado de outra forma: aspirado por uma agulha especial ou, em casos mais sérios, de ereções que chegam a durar 24 horas, por meio de cirurgia. Além de priapismo, alguns problemas neurológicos ou de circulação podem causar esse tipo de ereção prolongada. Procure imediatamente um médico urologista para solucioná-lo!

4 - Perco a ereção quando coloco a camisinha. Tenho algum problema?

Se isso ocorre com frequência, você está com um dificuldade chamada de disfunção erétil situacional. Na maioria das vezes, é de fundo psicológico, pois você tem a ereção e apenas não consegue mantê-la. Envolve ansiedade e medo de falhar, o que acaba contribuindo para que o problema se agrave. Procure um psicólogo ou uma psicóloga. Com ajuda especializada, será mais fácil encontrar a jeitos de lidar com isso.

5 - Tem dia que me masturbo umas três, quatro vezes. Sou viciado?

Tudo indica que não. Se você vez ou outra tem uma alta de desejo e se masturba muito, não quer dizer que seja viciado. A compulsão por sexo é algo que toma conta da vida da pessoa de tal forma que não consegue fazer mais nada além de pensar em sexo. Passa o dia inteiro planejando o sexo e buscando formas de ter relações. Chega a se masturbar em qualquer lugar e procura por sexo o dia inteiro, mas nunca se satisfaz. Nesse caso, é preciso buscar tratamento psicológico.

6 - Adoro sexo anal. Sou normal ou isso é uma obsessão?

Sim. As preferências sexuais variam de pessoa para pessoa. Mas o sexo anal é uma prática que atrai grande parte dos homens, por vários motivos: acham que o ânus faz uma pressão no pênis maior do que a vagina, e com isso, dá mais prazer; gostam da posição clássica, pois ela dá uma sensação de poder; têm verdadeira paixão pelo bumbum, etc. Ou seja, isso é natural!

7 - O que posso fazer para que ela tenha vontade e que perca o medo de sexo anal?

Ir com calma. Não adianta pressionar. Você pode estimulá-la devagar, começando com carícias feitas com as mãos e, mais tarde, tentar a penetração anal. Uma dica: o uso de lubrificante à base de água, vendido em farmácias, facilita a penetração e a torna mais prazerosa para vocês dois.

8 - A mulher perde a vontade de continuar transando depois que chega ao orgasmo?

Sim. Não só ela como você. Após o orgasmo começa uma fase chamada resolução, em que desaparece a excitação e o desejo, tanto nos homens quanto nas mulheres. O que não quer dizer que o sexo tenha de parar ali. Se um teve orgasmo primeiro do que o outro, é importante continuar a estimulação até que o outro também chegue lá.

9 - Nosso desejo não combina: por mim, transaria de 5 a 6 vezes por semana, mas, por ela, apenas 2 ou 3. Quem está errado?

Ninguém. Cada pessoa tem um ritmo. Não há nada de errado nem com você nem com ela. Para melhorar a sintonia, busque maneiras diferentes de estimulá-la e evite cobranças. Elas são fatais ao desejo sexual.

10 - Dá para saber quando ela está fingindo?

É difícil saber ao certo. O ideal é jogar limpo e conversar francamente – e sem cobranças! – para evitar que isso ocorra.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário