HOTMART

Lomadee

TRADUTOR

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Questões de CUPINS do Vestibular 2006 UFRN

01. Os cupins termitídeos apresentam a capacidade de digerir celulose, enquanto os de
outras famílias dependem da presença de protozoários no interior do intestino para
quebrar a celulose.
Essa relação entre o cupim e o protozoário é denominada
A) inquilinismo.
B) amensalismo.
C) parasitismo.
D) mutualismo.

RESPOSTA: (D) Na relação tanto o cupim ganha como os protozoários e se separarmos os dois eles vão morrer. Ocorre obrigatoriedade de coexistência. Isso é considerado mutualismo.

02. Algumas espécies de cupim, por alimentarem-se de madeira seca, podem tornar-se
pragas para os moradores das cidades porque destroem, entre outras coisas, móveis,
livros e madeira de telhados.
No entanto, essas espécies são necessárias ao meio ambiente porque atuam nele
como
A) predadores.
B) produtores.
C) decompositores.
D) competidores.

RESPOSTA: (C) Apesar de sabermos do trabalho para todos nós que eles nos dão no ambiente urbano e em nossas casas e também estarmos acostumados com decompositores sendo bactérias e fungos normalmente a questão nos força a comparar o papel de destruir a madeira como sendo a de um DECOMPOSITOR.

03. Machos e fêmeas reprodutores de cupins originam-se de ninfas. Assim sendo, os
cupins devem ser incluídos no grupo de insetos de metamorfose
A) completa, pois, no ciclo de vida, ocorre a presença de larvas.
B) incompleta, pois as ninfas são formas semelhantes aos adultos.
C) ausente, pois as larvas se desenvolvem diretamente em adultos.
D) total, pois o desenvolvimento se inicia com a formação de ninfas.

RESPOSTA: (B) Curiosamente os cupins são diferentes das abelhas e formigas quanto ao desenvolvimento embrionário. Eles passam por uma metamorfose incompleta quando sai do ovo. Eles se tornam pupas (seres brancos e moles ainda imaturos dependente dos operários para se alimentar e para a limpeza). Essas pupas se transformam nas várias castas de cupins.

04. Algumas espécies de cupim são consideradas subterrâneas em virtude da
capacidade de construírem túneis, dentro dos quais normalmente circulam. Uma
outra característica dessas espécies é a presença de abdome mole, pois, nessa parte
do corpo, o exoesqueleto contém um baixo teor de quitina.
Diante disso, a capacidade de construir túneis que essas espécies apresentam
constitui-se numa adaptação que lhes permite:

A) prevenir a perda de água do organismo.
B) conservar o alimento coletado pelos operários.
C) sobreviver em regiões muito frias.
D) favorecer a postura de ovos pela rainha.

RESPOSTA: (A) As galerias permitem o maior arejamento do cumpinzeiro e evitar a perda de água pelo calor assim como o corpo mole e com pouca quitina.


05. O aumento das infestações por cupins em casas e prédios pode ser resultante da
ação do homem sobre o ambiente e das características biológicas desses animais.
A combinação de fatores que melhor explica esse aumento de infestações nas
cidades é:

A) facilidade de reprodução e organização dos indivíduos em diferentes castas.
B) eliminação de predadores e maior número de machos reprodutores na colônia.
C) disponibilidade de alimento e facilidade para instalação de novas colônias.
D) presença de numerosos indivíduos operários e maior proteção do ninho.

RESPOSTA: (C) Na vida urbana e principalmente em nossas casas a disponibildade de alimento é muito grande com tantos móveis de madeira, livros, etc. Assim fica fácil instalar suas sociedades.
O termo colônia aqui não substitui a relação Sociedade e sim nomeia um grupo da mesma espécie de cupim.

06. Os tipos de sociedade encontrados em cupins, abelhas e formigas incluem grande
número de indivíduos não reprodutores com funções especializadas.
Uma característica comum a essas sociedades é a:

A) migração de operários para as novas colônias, que facilmente se estabelecem.
B) semelhança genética, com alto grau de parentesco entre os membros da colônia.
C) ocorrência de endogamia, o que contribui para a formação de novas colônias.
D) alternância entre ciclos de reprodução sexuada e partenogênese na colônia.

RESPOSTA: (B) Apesar de serem indivíduos morfologicamente diferentes pertencem ao mesmo grupo social originário de uma mesma rainha e um rei onde compartilham a genética da família. São diferentes apenas nas castas.

Todas as questões são comentadas por mim. Espero que usem sabiamente em seus estudos individuais.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário