HOTMART

Lomadee

TRADUTOR

sábado, 17 de agosto de 2013

Loxoceles intermedia - Aranha Marron, o maior índice de acidentes no Brasil



  • Aranha-marrom
  • As aranhas-marrons ou aranhas-violino, Loxosceles spp. são aracnídeos venenosos, conhecidas por sua picada necrosante. Elas são membros da família Sicariidae. As aranhas-marrom têm um comprimento total de cerca de 3–4 cm e seis olhos na cor branca. Wikipédia



  • Loxoceles intermedia.jpg (9738 bytes)teste.gif (4993 bytes)



  • São aranhas pequenas, também conhecidas por aranha-marrom possuem aproximadamente 1 cm de corpo, tem hábitos noturnos, podendo viver no interior das residências, atrás de móveis, em porões, sótãos e quartos de despejo. Não são agressivas, picando somente quando comprimidas contra a roupa. As aranhas peçonhentas não fazem teias, exceto a Aranha Marrom, sua teia é irregular e semelhante a um chumaço de algodão.
    O acidente causado pela picada destas aranhas normalmente é grave, seu veneno  tem ação proteolítica e hemolítica  e se  manifestam-se tardiamente, em média 12 a 24 horas após a picada.
    Sinais e sintomas precoces:
    Normalmente não valorizado pelo doente, as lesões cutaneas evoluem de forma lenta e prolongada, com discreto edema e eritema  e dor local semelhante a uma queimadura
    Eritema, edema, dor local, equimose, vesiculação local, bolha local. Após dois a cinco dias ocorre a formação de úlcera de difícil cicatrização onde poderá ser indicado um enxerto de pele.
    Quando há comprometimento cutâneovisceral, observamos febre, mal-estar generalizado, icterícia, equimose, vesículas, bolhas, necrose e ulceração.
    urina torna-se escura, cor de "coca-cola" Pode evoluir para oligúria, anúria e insuficiência renal aguda, semelhante ao que ocorre no acidente crotálico.
    O tratamento:
    Específico é feito com o soro antiaracnídeo e/ou antiloxoscélico, utilizado para a forma cutanea na dosagem de 5 ampolas e para a forma cutaneavisceral na dosagem de 10 ampolas de preferência pela via endovenosa, mas também pode ser feita aplicação subcutanea. O soro deve ser feito até 36 horas após o acidente.
    Complementar consiste na limpeza local com anti-sépticos e hidratação do doente de maneira semelhante ao preconizado para o acidente crotálico.
    vacinação anti-tetânica está indicada. Os antibióticos devem ser utilizados quando houver infecção secundária de maneira semelhante ao preconizado no acidente botrópico
    Para prevenir a possibilidade de efeito alérgico, pode-se administrar um anti-histamínico 15 minutos antes de aplicar o soro
    Nào usar garrote ou torniquete
    Não fazer incisões no local da picada
    Não aplicar amoníaco ou querosene no local da picada
    Não permitir o uso de bebidas alcoólicas

    FONTE:  ALE MED

    Arquivo: Latrodectus.mactans.spiderling.development.lima.png


    DESCRIÇÃO: Desenvolvimento de filhotes de Latrodectus de Lima, Peru. Venter esquerda, direita dorso com as pernas. 1: Após a eclosão (machos e fêmeas). 2: Após a primeira muda (machos e fêmeas). 3: Após a segunda muda (machos e fêmeas), em, padrão variante direita. 4: Após terceira muda (penúltimo masculino) 5: Após a quarta muda (macho adulto). 6: Após terceira muda (feminino). 7: Após a quarta muda (feminino). 8: Depois de quinta muda (feminino). 9: Após sexto muda (fêmea adulta).
    As mudas são contados após a saída do ovo-sac, há uma muda dentro de ovo-sac. Branco: branco; crosshatch: castanho claro; dupla crosshatch: sobrancelha escura, pontilhado de luz: laranja; pontilhado escuro: vermelho, preto: preto. Pode haver uma franja amarela ao redor do vermelho em áreas marcadas branco.
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário